Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Influência do padrão de sono no ganho de peso durante a gestação: estudo prospectivo e longitudinal

Introdução

O ganho de peso excessivo durante o período gestacional tem sido associado com desfechos adversos sobre a saúde perinatal, assim como a má qualidade do sono, que é relato frequente nesse período.

Objetivo

Avaliar as associações entre o padrão de sono - tempo e qualidade - e o aumento de peso durante a gestação.

Métodos

Estudo prospectivo e longitudinal realizado com 63 gestantes atendidas nas unidades de atendimento pré-natal do serviço público de saúde na cidade de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil. O padrão de sono subjetivo (duração e qualidade determinadas pelo Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh - PSQI); variáveis antropométricas (peso e altura, para o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) e classificação do estado nutricional) foram considerados no primeiro, segundo e terceiro trimestres gestacionais. A qualidade do sono foi agrupada em clusters, identificando as gestantes que mantiveram, melhoraram ou pioraram a qualidade do sono, com base nas classificações do PSQI nos três trimestres. A análise Generalized Estimating Equation (GEE) foi utilizada para examinar a associação entre duração e qualidade do sono e o IMC ao longo do tempo de gestação, ajustando-se pelos fatores de confusão, idade, nível de atividade física, educação, IMC inicial, distúrbios do sono prévios (PSQI> 10) e a ingestão calórica usual.

Resultados

Na análise do GEE, foi observada uma interação do efeito do tempo da gestação e clusters de qualidade do sono sobre o IMC, indicando que gestantes com melhor padrão de sono ganham mais peso do segundo para o terceiro trimestre gestacional, enquanto que aquelas com pior padrão de sono ganham mais peso do primeiro para o segundo trimestre gestacional. A análise do GEE não encontrou efeito do tempo de sono sobre o ganho de peso. Contudo, foi encontrado que gestantes que mantiveram-se na mesma faixa de peso durante a gestação aumentaram o tempo de sono do primeiro para o terceiro trimestre, enquanto que gestantes que ascenderam a faixa de peso dormiram o mesmo tempo nesse período (mediana = 1,0 [0,0 – 2,0] e mediana = 0,0 [-2,0 – 1,0]).

Conclusões

A pior qualidade do sono parece levar a uma inadequada distribuição do ganho de peso durante a gestação. Estudos futuros que confirmem tais achados podem auxiliar na elaboração de estratégias voltadas à melhoria da saúde das gestantes.

Palavras-chave

Gestação, ganho de peso, índice de massa corporal, sono.

Área

Área Clínica

Instituições

Universidade Federal de Uberlândia - Minas Gerais - Brasil

Autores

Laura Cristina Tibiletti Balieiro, Cristiana Araújo Gontijo, Walid Makin Fahmy, Graciele Cristina Silva, Yara Cristina Paiva Maia, Cibele Aparecida Crispim