Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

O jet lag social influencia negativamente a ingestão alimentar de pacientes com doenças crônicas não transmissíveis

Introdução

Fatores de risco modificáveis, como a alimentação inadequada estão envolvidos na etiologia das DCNT. Recentemente, outros aspectos como o padrão alterado de sono são apontados como possíveis agentes para o desenvolvimento de DCNT. Neste sentido estudos recentes apontam o jet lag social (JLS) - o qual reflete o desalinhamento circadiano dos horários de sono durante os dias de semana e fins de semana - como um novo fator de risco para ao excesso de peso e parâmetros metabólicos alterados.

Objetivo

Avaliar o efeito do JLS sobre a ingestão alimentar de pacientes com doenças crônicas não transmissíveis.

Métodos

Pacientes com DCNT (obesidade, hipertensão arterial sistêmica [HAS], diabetes mellitus tipo 2 [DM2] ou dislipidemia) atendidos em unidades de saúde da cidade de Uberlândia-MG responderam a um questionário envolvendo: dados demográficos, prática de atividade física e padrão de sono habitual. Foram aferidos altura, peso, e circunferência da cintura e foi aplicado um recordatório alimentar de 24 horas. O JLS foi calculado pela diferença absoluta entre o ponto médio do sono nos fins de semana e dias de semana. Modelos lineares generalizados (GZLM) e regressões logísticas múltiplas ajustados para fatores de confusão foram realizados para examinar o efeito do JLS sobre a ingestão alimentar.

Resultados

Foram incluídos 792 pacientes (581 mulheres [73%], idade: 55,9+12,4 anos). As análises com GZLM revelaram uma maior ingestão de carnes e ovos (porções/dia; 2,1±0,05 vs. 2,4±0,10; p<0.01); proteínas (g/dia; 77,7±1,37 vs. 83,2±1,3; p=0.04); gordura total (g/dia; 53,0± 1,10 vs. 59,7±1,97;p=0,004); gorduras saturadas (g/dia; 17,4±0,42; vs. 19,5±0,75; p=0.02 ) e colesterol (mg/dia; 244,1±7,68 vs. 312,4± 13,7; p<0.001) em pacientes com JLS (>1h) quando comparado aos pacientes sem JLS (<1h). Pacientes com JLS (>1h) revelaram maior razão de chance (odds ratio – OR) de apresentarem ingestão inadequada de gorduras totais [OR=1,3; intervalo de confiança (IC)=1,1 – 1,9; p=0,03], gorduras saturadas (OR=1,2; IC=1,1 – 2,0; p=0,02) e colesterol (OR=1,8; IC=1,3 – 2,6; p<0,001); quando comparado aos pacientes sem JLS (<1h).

Conclusões

O JLS influenciou negativamente a ingestão alimentar de pacientes com DCNT. Estes resultados contribuem para o entendimento da ligação entre desalinhamento circadiano e estilo de vida - sugerindo um impacto adverso do JLS sobre consumo alimentar - fato que pode explicar a associação do JLS com o excesso de peso e alterações metabólicas.

Palavras-chave

jet lag social; sono; ingestão alimentar

Área

Área Clínica

Autores

Maria Carliana Mota, Catarina Mendes Silva, Laura Cristina Tibiletti Balieiro, Bruna Fernandes, Jokasta Sousa Rocha, Walid Makin Fahmy, Cibele Aparecida Crispim