Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

A INFLUÊNCIA DO USO DE TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO NO SONO DE ADOLESCENTES

Introdução

Têm se observado o aumento de horas de uso de tecnologias de comunicação durante o dia e também próximo ao horário de dormir pela população, principalmente pelos jovens.

Objetivo

O objetivo do estudo foi averiguar o uso de tecnologias de comunicação interferindo no sono em adolescentes.

Métodos

A presente pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética da instituição envolvida. O instrumento utilizado foi o questionário Sleep Time-Related Information and Communication Technology para a mensuração da interferência das tecnologias no sono, que é composto por 11 questões. A somatória varia de “0” nenhuma influência até o “42” máximo de influência das tecnologias no sono. Foram admitidos alunos do terceiro ano do ensino médio de uma escola do município de Botucatu, que apresentaram o consentimento de participação, e foram excluídos aqueles que não preencheram o questionário na íntegra. Para análise dos resultados, foi realizada a estatística indutiva, por meio do teste de Wilcoxon-Mann-Whitney e o teste de Spearman (p>0,05), além de considerar a análise qualitativa.

Resultados

Participaram 86 alunos, de 16 a 18 anos (média 16,6±0,5), IMC em média 21,8±4,5. Verificou-se maior pontuação nas questões 1 e 3, que se referem à percepção do efeito do uso de tecnologia no desempenho escolar (80,2% com pontuações elevadas) e o tempo gasto em tecnologia antes de dormir (75,6% com pontuações elevadas), respectivamente. A média do escore total do questionário foi de 21,5±4,9. Na estatística indutiva, foi possível averiguar que a quantidade de horas dormidas durante a semana é menor significativamente do que aos finais de semana. Houve significância para a percepção do efeito no desempenho escolar, em relação à quantidade de mensagens enviadas e ao tempo gasto com tecnologias antes de dormir. Houve significância para a percepção de efeitos no sono decorrente a quantidade de mensagens enviadas e maior o tempo gasto com tecnologias antes de dormir. Além disso, houve tendência para a interrupção do sono devido às mensagens no celular, o que não demonstrou ocorrer por outros motivos.

Conclusões

Os adolescentes apresentaram frequente uso das tecnologias, inclusive próximo ao horário de dormir. Salienta-se a importância de ações de promoção de saúde, para que os benefícios das tecnologias sejam conciliados a um sono de qualidade.

Palavras-chave

Promoção de Saúde. Sono. Transtornos do Sono.

Área

Área Básica

Instituições

Colégio Embraer Casimiro Montenegro Filho - Sao Paulo - Brasil, Faculdade de Medicina de Botucatu - Sao Paulo - Brasil, Faculdade Marechal Rondon - Sao Paulo - Brasil

Autores

Camila de Castro Corrêa, Leticia Dominguez Campos, Geovana Cristina Prado Amorosino, Marcelle Ropke de Campos, Lucas Rafael dos Santos, Luciandro Pereira Sodré, Silke Anna Theresa Weber