Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

SONOLÊNCIA DIURNA EXCESSIVA, INSÔNIA E A INFLUÊNCIA DE TECNOLOGIAS NO SONO DE ADOLESCENTES

Introdução

Os hábitos de sono de adolescentes podem refletir em alterações nos padrões de sono, bem como no desempenho escolar.

Objetivo

Investigar hipersonolência diurna, a insônia e a influência da tecnologia nos hábitos de sono de adolescentes.

Métodos

A presente pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição envolvida. Foram convidados estudantes do 3º ano de um colégio de Botucatu, interior de São Paulo, para preencherem os seguintes questionários: Sleep Time-Related Information and Communication Technology – STRICT (mensuração da interferência das tecnologias no sono), Índice de Gravidade de Insônia (investigação dos sintomas de insônia) e o Pediatric Daytime Sleepiness Scale – PDSS (mensuração da sonolência diurna excessiva). Critério de Exclusão: os alunos que não preencherem os questionários em sua totalidade. Os resultados dos questionários foram descritos em análise quantitativa.

Resultados

A casuística foi composta por 99 alunos (58 meninas e 41 meninos). O questionário sobre o uso de tecnologia STRICT demonstrou uma média de 21,39, sendo a pontuação máxima do questionário de 32. A maior parte dos participantes utilizavam as tecnologias por mais de três horas antes de dormir, recebendo e enviando mais de 30 mensagens por noite quando já deitados na cama, além de perceberem alta influência do uso das tecnologias no desempenho escolar. Também relatam que, em dias de aula, se deitam entre 22h e 00h, com a duração de sono de 6-8h, e que, aos finais de semana, deitam-se entre 00h e 2h, com duração de 8-10h. Em relação ao Índice de Gravidade de Insônia, obteve-se a média de 11,15 (indicativo de insônia subliminar), sendo que 21,21% dos estudantes apresentaram esse índice positivo. A média obtida no PDSS foi de 20,58, superior ao parâmetro da literatura (15,6 pontos), entretanto 88,89% dos estudantes apresentaram essa pontuação positiva.

Conclusões

Os adolescentes demonstraram apresentar maus hábitos de higiene do sono, principalmente envolvendo as tecnologias, o que ocasionou frequentes sintomas de insônia e de sonolência diurna excessiva.

Palavras-chave

Sono. Transtornos do Sono. Adolescentes.

Área

Área Básica

Instituições

Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP - Sao Paulo - Brasil

Autores

Camila de Castro Corrêa, Carina Naomi Kawamura, José Henrique Palmeira Gomes, Silke Anna Theresa Weber